•  

    Telefone de contato

    (61) 4101-2945
    (61) 4101-2946

  •  

    Atendimento

    Seg - Sex
    09:00 - 17:00

Dicas de viagens Petra Magic Tur

Abaixo você encontra mais dicas importantes sobre como tornar sua viagem mais agradável e tranquila.

Viajar, conhecer pessoas, lugares e culturas diferentes é uma atividade das mais prazerosas, mas, que também implica responsabilidade social, respeito ao meio ambiente e à população local. Confira as dicas de boas maneiras para que você seja sempre bem recebido na condição de turista.

1. Respeite a cultura e a diversidade local. As atividades turísticas devem ser praticadas com respeito pelo patrimônio artístico, arqueológico e cultural.

2. Respeite os direitos humanos. Informe-se sobre os hábitos e a legislação do país visitado, para não cometer nenhuma infração ou desrespeito aos cidadãos. Apoie a economia local adquirindo serviços, produtos e artesanato.

3. Colabore com a preservação ambiental. Respeitar a flora e a fauna é manter o local intacto, preservando suas condições naturais, causando o menor impacto possível à natureza.

4. Antes de sair de viagem, informe-se sobre o local que você vai visitar: a situação sanitária, condições climáticas, e no caso de turismo internacional, verifique também, os serviços consulares, policiais, hospitalares e de emergência.

 

Previna-se

Ao comprar um pacote turístico, você deve assinar um contrato, onde devem constar todos os serviços adquiridos, bem como os seus direitos e deveres. Leia atentamente o contrato e só assine depois que tirar todas as dúvidas, principalmente sobre os casos de cancelamento, alteração ou transferência dos serviços contratados.

Guarde sempre os comprovantes dos serviços turísticos, antes, durante e depois da viagem: notas fiscais, contracheques, anúncios de jornais, vouchers, folhetos de promoções, e-mail marketing, etc. Desta forma, você poderá acionar o órgão de defesa do consumidor (PROCON), caso sinta-se lesado. Guarde os materiais promocionais ou recortes de jornal que divulgaram a viagem ou excursão. Isso pode ser útil para formalizar uma reclamação ou denúncia.

Não deixe a viagem dos sonhos, virar um pesadelo. Antes de comprar um pacote turístico, evite surpresas: consulte parentes e amigos para obter informações sobre a legalidade da empresa contratada e a qualidade dos serviços que serão prestados. Verifique o histórico da empresa com profissionais, parentes e amigos que a tenham contratado recentemente. Procure saber se os serviços foram prestados de forma satisfatória. Cuidado com a “propaganda enganosa”. Contrate sempre empresas idôneas.

 

  • Viagem Internacional

    Em viagens internacionais, providencie o passaporte com antecedência. O documento poderá ser emitido pela Polícia Federal. Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone: 0800 978 2336 e pelo site da Polícia Federal.

    Caso você já possua passaporte, verifique a sua validade. Antes de embarcar, procure tirar uma cópia do passaporte e do visto, para o caso de perda ou extravio dos documentos.

    A cédula de identidade também é válida, mas, apenas para ingresso de brasileiros na Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Uruguai, Venezuela. A identidade deve ter foto atual e ter sido expedida nos últimos 10 anos. Carteiras de habilitação ou outros documentos não são aceitos.

    Consulte a necessidade de visto e demais condições de ingresso em outros países – como a exigência de vacinas – na embaixada do país de destino. Você confere a lista completa de embaixadas e consulados estrangeiros no site do Ministério das Relações Exteriores.

    Confira se o país de destino permite o atendimento de brasileiros na rede pública de saúde. Na dúvida, procure contratar um seguro internacional de saúde particular e de repatriamento, exigido em vários países, como a França.

    O passaporte é uma exigência legal para ingresso na maioria dos países. Apresente-o à autoridade local, assim que desembarcar, respondendo com seriedade e objetividade todas as perguntas dos funcionários da imigração.

    Se informe também sobre outras opções de seguro de viagem disponíveis, inclusive cobertura nos casos de risco de morte acidental e invalidez total, parcial ou permanente.

    Caso você faça uso regular de medicação, leve a quantidade suficiente para todo o período que você estiver viajando, pois nem sempre será possível adquiri-lo em outros países. Em todo caso, leve a receita com você, pois alguns países proíbem o ingresso de fármacos sem receita médica.

    Compras e demais bagagens trazidas do exterior devem seguir as regras da Receita Federal para ingresso no Brasil. Consulte as orientações no site da Receita Federal, aba “Aduana e Comércio Exterior”, seção “Viajantes”.

    Alguns produtos agropecuários, especialmente em voos internacionais, com destino ao Brasil, não podem ser transportados. Confira a lista desses produtos no site do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

 

  • Turismo Consciente

    Muitos destinos turísticos dispõem de serviços de apoio ao turista, no qual você pode obter, gratuitamente, informações e material impresso sobre transportes, pontos turísticos entre outros serviços úteis para a sua estadia. Aproveite e adquira um mapa da região para facilitar o passeio.

    Nunca leve grandes quantias em dinheiro durante a viagem. Tenha apenas o necessário para as despesas e utilize o cartão de débito para fazer compras e passeios. Se possível organize os seus gastos, em várias formas de pagamento: cheque, cartão de crédito, cartão de débito e cheque de viagem eletrônico.

    Consulte o seu banco e verifique se existem agências ou caixas eletrônicos no destino turístico, caso você precise fazer um saque ou pagamento de emergência. Nestes casos, seja cauteloso, evite lugares desertos e contato com estranhos.

    Não deprede, nem remova pedaços de ruínas ou objetos históricos para levar como lembrança. Respeite o patrimônio histórico e a região visitada, adquirindo cartões postais, tirando fotos no local ou comprando itens do artesanato local.


    Campo

    Não alimente os animais. Em seu habitat natural ele encontra toda a dieta necessária. Acampe em silêncio, preservando a tranquilidade e a sensação de harmonia que a natureza favorece. Respeite a natureza: não faça fogueiras, nem use sabão, sabonete, xampu, bronzeadores ou detergente, em rios e cachoeiras.



    Praia

    Se o seu destino é praia, informe-se antes se o local é próprio para mergulho e se conta com guardas salva-vidas. Ao caminhar pela praia, cuidado para não pisar em animais aquáticos, como caravela, águas-viva, ouriços, arraia, etc. Respeite a sinalização: bandeiras vermelhas ou amarelas indicam mar revolto, portanto, evite entrar na água. Se for pescar, é necessário que tenha a licença de pesca amadora, que pode ser retirada no site do Ministério da Pesca e Agricultura. Não pesque em áreas proibidas e respeite o defeso – período de proibição da pesca das espécies protegidas -, bem como o tamanho e a quantidade limite para a pesca. Peixes abaixo do tamanho mínimo devem ser devolvidos para a água.



    Esportes

    Nunca pule com o barco em movimento: é perigoso. Caso queira entrar na água, faça-o com o barco parado, informando-se primeiro sobre as condições da água, animais marinhos e a profundidade do local. Faça sempre uso de colete salva-vidas. Sempre que realizar o ecoturismo, seja uma atividade de aventura, pesca, caminhada, escalada, passeio de buggy, de banana boat, barco, lancha, verifique as condições de uso dos equipamentos e conte sempre com profissionais capacitados.



    Animais Silvestres

    Se durante a sua viagem, você encontrar alguém vendendo um animal silvestre primeiro, não compre; depois, denuncie às autoridades. Se for em feira livre ou depósito de tráfico, denuncie e forneça o maior número de informações possíveis. Os dados do denunciante sempre serão preservados. Deve-se passar as informações com maior clareza possível, como o local, data, hora, circunstância etc. Se for na beira da estrada, não compre e ainda repreenda o vendedor dizendo que isso é ilegal e que se ele for flagrado pode, além de perder o animal, sofrer as sanções legais. O IBAMA tem uma Acordo de Cooperação com a RENCTAS-Rede Nacional contra o Tráfico de Animais Silvestres que possui uma página específica na internet sobre o tráfico de animais silvestres Renctas.

    Os documentos necessários para transportar animais silvestres legalmente são: Licença de transporte emitida pelo IBAMA; documento de origem do animal ou o termo de depósito do IBAMA; Guia de Trânsito Animal (GTA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, quando se tratar de transporte interestadual, que pode ser emitida por um veterinário autorizado pelo Ministério.

Quem Está Online

Temos 8 visitantes e Nenhum membro online

Torne-se um associado

A Petra Magic Tur está no mercado de turismo auxiliando em diversas opções de destinos, roteiros, hotéis e passeios, quais os que melhor se adéquam ao seu perfil e às suas necessidades.

Confira alguns de nossos serviços

  • Hospedagens em hotéis e resorts
  • Reservas de passagens aéreas
  • Reserva de carros (ver parceiros)
  • Reservas em Cruzeiros

Nossos Parceiros